20 poetas. 19 brasileiras. Uma mexicana. 20 vozes. 20 berros. Idades: entre 17 e 70 anos. 28 poemas. Um miniconto. Não contamos as palavras de ordem: são muitas. Em combate constante ao feminicídio e a todas as formas de machucar a mulher.

 

 

01 Adriane Garcia – Sherazade se assusta, Shariar come a lua das noites

02 Assionara Souza – Oficina

03 Priscila Merizzio – Sem título ("Gosto de pensar que sou um tigre")

04 Brenda Ríos – Biografia

05 Bruna Kalil Othero – Ser mulher no automático

06 Yasmin Nigri – Notívaga

07 Carla Diacov – Comer com dois garfos

08 Silvana Guimarães – As meninas

09 Líria Porto – De verdade

10 Mariana Botelho – Sem título ("Ninguém fotografou aqueles 38 quilos")

11 Mariza Lourenço – E o palhaço, o que é?

12 Micheliny Verunschk – Sem título ("A memória da tua mão contra a minha")

13 Penélope Martins – Poema para embalar estatísticas

14 Nina Rizzi – Amor

15 Silvana Guimarães – Sede

16 Luci Collin – Uma tarde que cai

17 Nina Rizzi – Sem saber dizer

18 Norma de Souza Lopes – Inexorável

19 Líria Porto – Infelizes

20 Bruna Mitrano – Sem título ("Não se diz não prum homem")

21 Priscila Merizzio – Sem título ("A luz da candeia bruxuleava no outro cômodo")

22 Líria Porto – O tipo

23 Regina Azevedo – Resiste

24 Roberta Tostes Daniel – Alvorada

25 Nina Rizzi – Salmo negro

26 Silvana Guimarães – A filha do meio

27 Tati Fraga – Não se mate

28 Priscila Merizzio – Sem título ("Você não inventou Paris")

29 Yasmin Nigri – Gosto do deserto

 

 

Idealização: Demétrio Panarotto

Edição: Marcio Fontoura

Vinhetas: As Batucas, Cores de Aidê, Lorenzo Panarotto

Música: Rape me - Nirvana

Produção: Desterro Cultural

Contato: quintamaldita@gmail.com

Site: www.desterrocultural.com.br

Rádio: desterrocultural.myl2mr.com

Imagem de fundo: ©Maisie Cousins
 

 

dezembro | 2017